+McCartney é McCartney

17 de janeiro de 2021

Disco lançado pelo ex-beatle é um dos melhores dos últimos anos

Aos 78 anos, Sir Paul McCartney colocou em dezembro no mercado um dos melhores discos de 2020. McCartney III  está estouradaço com todos os méritos nas paradas tanto inglesas quanto americanas. O disco, que ganhou edições lindonas e coloridas em vinil, está quase Sold Out. E tal fenômeno pop/mercadológico ocorre em lojas de vários lugares diferentes, da Rough Trade a Third Man de Jack White!

Esse LP é uma espécie de “Têm que ter” da vez entre aqueles que não vivem sem música. McCartney III fecha a trilogia que o genial músico britânico iniciou em 1970 com McCartney e deu sequência em 1980 com McCartney II. Um disco lançado quando os Beatles se dissolveram e o outro quando seu Wings encerrou as atividades. E agora? Paul, durante a quarentena, gravou todos os instrumentos, praticamente fez tudo sozinho e no embalo do seu talento colossal registrou esse belíssimo disco, no melhor estilo “Do It Yourself”.

Um dos maiores melodistas da história

E aqui temos mais uma vez o eterno Macca com sua total facilidade para escrever grandes números. Ouça com atenção “Women and Wives”. A música é tão bonita que quase se ombreia a faixas da estirpe de “English Tea” e “Jenny Wren”, duas marcantes canções que Paul lançou  em 2005. Ambas estão no impecável disco Chaos And Creation In The Backyard.

Em McCartney III o ex-beatle faz um lindo rolê sonoro e flerta com várias vertentes do pop e do rock. E por falar nisso,  o mais delicioso ”chiclete pop” dos últimos tempos se chama ”Find My Way”. Um dos maiores melodistas da história nos oferece nessa música um irresistível hit, daqueles perfeitos para cantarmos juntos e que ratifica a importância da  grife McCartney, nota dez!

Atento sempre a tudo, Paul também acerta com maestria em cada detalhe dos mais de oito minutos de “Deep Deep Feeling”. Vocais precisos e uma conotação meio indie, meio experimental conferem a essa luxuosa faixa um clima muito peculiar.
E entre tantos outros momentos inspirados, para fechar o álbum temos “When Winter Comes”. Envolvente balada que está encantando a todos e que conta com um clipe lindo de se ver. McCartney III está então entre os melhores discos do pai da Stella? Aí fica complicado, pois se trata de um gigante do rock que lançou seminais álbuns como Band On The Run e Ram por exemplo.

Mas com certeza esse trabalho consegue superar seu antecessor, o bom Egypt Station de 2018 e fica confortavelmente na rica discografia deste que é um dos mais relevantes e influentes músicos de todos os tempos.

artigo publicado por popmix
tags